• Vivian Lika Hashimoto

O poder das punições *

Atualizado: 22 de Jun de 2020

* A punição nada mais é do que a aplicação de uma consequência ruim (ou sanção) devido a uma ação indevida cometida (ou infração). Para evitar possíveis mal interpretações ou desconfortos, substituiremos o termo “punição” pelo seu sinônimo “correção” em alguns trechos.


No universo do adestramento, uma nuvem negra paira sobre o termo punição, pois uma vertente chamada de “positivista”, que aplica o adestramento “livre de punições”, prega que a educação dos cães deve ser baseada apenas em recompensas ou agrados e que jamais se deve aplicar correções. Exemplificando: Se o cachorro fez xixi no local certo, devemos fazer festinha e ele deve receber carinhos e petiscos. Por outro lado, se o cachorro morder uma criança ou comer suas próprias fezes (coprofagia), deve-se ignorar seu comportamento uma vez que o cão não pode ser punido pelos seus maus comportamentos.


Em nossa opinião, essa metodologia é, na maioria das vezes, ineficaz, pois ignora o poder das punições, as qualidades e os benefícios que os equipamentos modernos de adestramento proporcionam (E-collar e Prong Collar), além de ser responsável por inúmeros acidentes e eutanásias de cães mundo afora.


Sim, caro leitor, a eutanásia de cães devido ao mal comportamento é comum e frequente nos EUA, Reino Unido, Austrália entre outros países… e não para por aí; grande parte dessas mortes poderiam ter sido evitadas caso os cães tivessem sido “punidos” com correções a tempo. O mesmo raciocínio é válido para os acidentes; grande parte dos acidentes envolvendo cães, desde os acidentes de trânsito até às agressões, poderiam ter sido evitados com as devidas correções.


Como bons amantes de cães que somos, é difícil acreditar que alguém é capaz de tomar a decisão de sacrificar seu cão devido ao seu mal comportamento… Afinal de contas, nossos cães são como filhos para nós…


Assim sendo, pela lógica, podemos concluir que a maioria desses tutores que eutanasiaram seus cães devem ter procurado algum tipo de ajuda profissional antes… Se estendermos um pouco mais esse raciocínio, concluímos também que essa ajuda profissional não foi capaz de salvar esses cães da morte precoce e induzida…


Mais uma vez: sim, caro leitor; Infelizmente mesmo após esses tutores recorrerem à ajuda profissional, a eutanásia foi a única solução encontrada para o mal comportamento dos seus cães. E tem mais, torno a dizer, grande parte dessas mortes poderiam ter sido evitadas com as devidas correções. Ou seja, esses cachorros não sofreram as punições necessárias e pagaram com suas vidas. É nessa parte que o adestramento positivo entra e é por isso que NÃO trabalhamos com essa metodologia.



Foto: Bonker: Toalha enrolada utilizada como instrumento de correção.


Não entrarei em detalhes a respeito da celeuma existente sobre essa corrente de adestramento livre de punições, mas faço um convite para que reflitam sobre o peso do termo “punição” dentro do contexto da eutanásia de cães decorrentes dos problemas de comportamento.


Voltando à analogia entre cães e filhos, sabemos muito bem o que o excesso de mimos e proteção faz com os filhos humanos. É impossível educar uma criança sem dizer “NÃO” para os seus pedidos (e birras) e sem impor limites e regras dentro de casa. Por esta razão, não faz sentido acreditarmos que um cão deve viver sem limites, regras e correções sempre que necessário.


Dizer não para crianças, corrigi-las, mostrar que a vida não é um campo florido o tempo todo é uma forma de amor, pois sabemos muito bem que a vida trata de corrigir aqueles que não foram devidamente educados dentro de casa… O mesmo raciocínio é válido para a educação dos nossos cães.


Para concluir, sabemos que a atual educação infantil em nada tem a ver com a educação da nossa própria geração; o mundo mudou. Do mesmo modo que a forma de educar crianças evoluiu e continua evoluindo, as técnicas de adestramento e suas ferramentas também estão evoluindo. Escreveremos futuramente sobre os benefícios (e riscos) dos equipamentos de adestramento (E-collar e Prong Collar), que também são abominados pelo adestramento livre de punições.




Alguns sites gringos com informações relevantes sobre a eutanásia em cães por mal comportamento:


Quando o amor não é suficiente - EUA: https://www.animalsheltering.org/magazine/articles/when-love-isnt-enough


Cães maus morrem jovens - Reino Unido: https://phys.org/news/2018-07-bad-dogs-die-young-euthanasia.html


Quando um cão agressivo deve ser eutanasiado? Nova Zelandia: https://www.k9ofmine.com/when-should-aggressive-dog-be-euthanized


Comportamentalismo X Escolha inteligente - EUA: https://www.trailrompers.dog/dogtraining/rogerhild



Shima com aproximadamente 9 meses utilizando E-collar e Prong Collar.


Palavras chave: Comportamento canino, punições, correções, adestramento, psicologia canina.

adestramento em Indaiatuba

-hotel para cães em Indaiatuba

-creche para cães daycare Indaiatuba

-hotel para cachorro em Indaiatuba

-adestrador de cachorro em Indaiatuba

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Dog Harmony - Conectamos cães aos seus tutores para uma vida em harmonia e equilíbrio

Escola - Hotel - Adestramento - Daycare (creche) para cães

Indaiatuba - SP

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco